Nova emissão Brasil: Bicentenário do Nascimento de Dom Bosco

Em 16 de agosto os Correios lançaram a emissão “Bicentenário do Nascimento de Dom Bosco”, constituída de uma sextilha, nas cidades de Belo Horizonte/BH, Brasília/DF, Campo Grande/MS, Cuiabá/MT, Manaus/AM, Niterói/RJ, Porto Alegre/RS, Porto Velho/RO, Recife/PE e São Paulo/SP.
Com valor facial de 1º Porte Carta Não Comercial (atualmente R$ 0,95) e impressos em folhas de 24 unidades (4 sextilhas), a tiragem foi de 2.400.000 selos (400.000 sextilhas).
Infelizmente, não foram lançados envelope de 1º dia nem cartões-postais para FDCs ou máximos postais oficiais.
Para mais informações, cliquem nas imagens e vejam o edital.
Os códigos para o Catálogo RHM são:
– C-3485: Selo santuário Maria Auxiliadora
– C-3486: Selo santuário Dom Bosco
– C-3487: Selo grupo de dança
– C-3488: Selo promoção dos jovens
– C-3489: Selo povos indígenas
– C-3490: Selo estátua
– EPD-487: Envelope de 1º dia da sextilha (base envelope olho de boi)
Sobre os Selos: Os selos que compõem esta sextilha destacam seis motivos associados à obra de São João Bosco, com o objetivo de marcar as comemorações de seu bicentenário de nascimento. Em primeiro plano, ao lado esquerdo de cada selo, encontra-se a imagem de Dom Bosco. Para referenciar a magnitude de sua obra, foram selecionados, com o auxílio de filhos salesianos, os seguintes motivos secundários: no primeiro selo, o Santuário Maria Auxiliadora, localizado no Bairro Santa Rosa, em Niterói, marca a chegada dos filhos de Dom Bosco ao Brasil; no segundo selo, a parte interna do Santuário Dom Bosco, construído, na década de 1960, em Brasília; no terceiro selo é destacado um grupo de dança das escolas e presenças salesianas; no quarto selo, é referenciada a atuação concreta de Dom Bosco e dos seus discípulos em relação à promoção integral  dos jovens, especialmente os pobres e aqueles considerados em situação de vulnerabilidade social; o quinto selo remete à atuação de Dom Bosco em relação às culturas e povos indígenas; e, no sexto selo, vê-se a estátua de Dom Bosco, que se encontra no interior da Catedral Metropolitana de Brasília e a representação do sonho que orientou a fundação da capital do Brasil. A técnica utilizada foi a computação gráfica.

carimbodombosco
sextilhadombosco

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: