Esclarecimentos e correções nos códigos dos selos personalizados básicos

Sei que muitos colecionadores ainda torcem o nariz para os selos personalizados básicos, mas a realidade é que estão aí e vieram para ficar. Ainda serão fruto de um extenso artigo que vou preparar, por enquanto gostaria de colocar aqui um esclarecimento:
Os Correios, os colecionadores e também os comerciantes filatélicos ainda “pisam em ovos” com os selos personalizados básicos, são uma novidade que aos poucos está se consolidando, aqui e no exterior, e que ainda geram muitas dúvidas.
Uma certeza: se é um selo disponibilizado para venda na rede de agências dos Correios, embora somente em folhas com 12 unidades e com valor acima do facial, e pode ser usado no franqueamento das correspondências, é um selo postal que precisa ser classificado no Catálogo de Selos do Brasil e deve constar nos suplementos dos álbuns do nosso país.
Fica a critério de cada filatelista coleciona-los ou não. A formatação de uma coleção é decisão exclusiva de quem a faz.
Desde os primeiros selos personalizados (com vinhetas) venho acompanhando esse tipo de selos e dando as minhas sugestões aos Correios, algumas acatadas, outras não. Uma das reuniões que tive em Brasília no mês passado foi justamente sobre os selos personalizados…
Pois bem, vamos lá: os Correios estão preocupados com a “massificação” desses selos, não querem um grande número deles como aconteceu nos anos 2009 e 2010 com os personalizados com vinhetas, quando tivemos, respectivamente, 104 e 84 selos, salvo engano da minha memória. Mas eles sofrem uma pressão muito grande, principalmente política, para colocar à venda determinadas imagens. Pressão corporativa também, de algumas entidades, que adquirem grande quantidade de folhas, desde que a imagem seja liberada para venda na rede de agências.
O meio termo encontrado, pelo menos por enquanto, foi que a partir de agora as imagens serão liberadas apenas em uma das versões, gomados ou autoadesivos, e que evitarão duas imagens de um mesmo motivo (Cinema Indiano, Catedral Primacial do Brasil, Brapex 2015, Brasiliana 2013…). Decisões tomadas justamente para não termos uma quantidade excessiva de selos personalizados básicos, que podem causar aversão aos filatelistas.
Isso posto, preciso corrigir informações que coloquei na edição anterior do Informativo, pois alguns deles já tinham sido disponibilizados somente em uma das versões e eu não tinha me atentado para este fato. Os códigos previstos para o Catálogo RHM ora corrigidos:
– PB-109: Visita do Primeiro Ministro do Estado de Israel Benjamin Netanyahu, gomado (somente este, não teve autoadesivo)
– PB-110: Ano Novo Chinês – 2019 Ano do Porco, gomado
– PB-111: Ano Novo Chinês – 2019 Ano do Porco, autoadesivo (talvez tenha sido o último lançamento com as duas versões)
A partir do PB-112 estão nesta edição, com informações sobre qual versão foi disponibilizada, gomados ou autoadesivos.

Categorias: Sem categoria | 4 Comentários

Navegação de Posts

4 opiniões sobre “Esclarecimentos e correções nos códigos dos selos personalizados básicos

  1. Manoel Gambardella Junior

    Os álbuns, a exemplos dos selos de jornais, império, taxa, etc deveriam vir anualmente em dois encartes separados, um para os comemorativos e regulares e outro para personalizados, isto sim daria opção aos filateistas para não querendo não adquir os personalizados, com esta hoje estamos OBRIGADOS a adquirir para não ficar com um álbum cheio de buracos a ponto de uma folha haver somente um único selo comemorativo.

    • Caro Manoel,
      É impossível editar álbuns com características que agradem a todos colecionadores, teríamos que ter várias configurações diferentes.
      Entendemos que os selos personalizados são selos postais como quaisquer outros, uma vez que podem ser comprados nas agências dos Correios e podem ser utilizados no porteamento de correspondências.
      Como a configuração dos álbuns Classic coloca todos os selos e blocos juntos (exceto os antigos que você citou), não teria porque ter folhas separadas para os selos personalizados, até porque mais de 80% dos filatelistas os colecionam.
      Abraços,
      Julio

  2. Júlio, bom dia. Se tiver um tempo, dê uma olhada no meu site, no artigo que publiquei há muito tempo sobre este tema, e que não está totalmente atualizado. Se lhe servir para alguma coisa, fique à vontade para copiar o que lhe interessar. E, PRINCIPALMENTE se encontrar algum erro ou omissão – espero que não sejam muitos – agradeço informar-me.
    Aquele abraço.

    • Caro João Alberto,
      Conheço os artigos sobre selos personalizados do seu site. Excelentes, muitas vezes recomendei aos colecionadores amigos.
      Com certeza, vou me utilizar dele como ótima fonte de pesquisa para o que vou preparar.
      Se encontrar alguma falha (duvido) apontarei para você.
      Grande abraço, amigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: