Filatelia77 sem contrato com os Correios: reajuste nos preços das emissões dos anos recentes

Nos últimos anos vocês habituaram-se a adquirir conosco as emissões recentes do Brasil pelo valor facial. Conseguíamos esses preços graças a um contrato de revendedor filatélico mantido com os Correios, cuja comissão não era tão alta mas o suficiente para manter nossos custos operacionais.
Infelizmente, em dezembro os Correios cancelaram todos os contratos vigentes e desde então estamos comprando pelo valor facial, sem descontos.
Prometeram implantar um novo contrato, alegaram que estão analisando as condições para tal. Mas vocês sabem como funciona os nossos Correios. Sabe-se lá quando isso ocorrerá.
Por causa disso, à medida que repomos estoques de emissões recentes, lançamentos de 2015 a 2021, estamos reajustando os nossos preços de venda no site: valor facial acrescido de 30%. É uma margem mínima para manter nossos custos operacionais.
Os nossos assinantes não devem se preocupar. Mesmo que não consigamos um novo contrato tão já, manteremos para eles o valor facial, trocando seis por meia dúzia. Oferecemos o serviço de assinaturas desde 2005, contando hoje com 370 cadastrados. Já tivemos o mesmo problema de contrato cancelado no passado, alguns fechamentos com lucro zero (pequeno prejuízo, contando o nosso custo operacional), mas não deixamos de atender os assinantes.
Assim vamos caminhando: transparência nas informações a vocês, amigos/clientes que sempre nos prestigiaram. E não deixando a peteca cair, dar murros em ponta de faca é uma das nossas especialidades…

Categorias: Sem categoria | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: